1 - O que é?

Introdução aos Mercados Preditivos

Como funciona um Mercado Preditivo?

Mercados Preditivos
(o termo em inglês mais utilizado é Prediction Markets, de modo que uma tradução mais literal seria Mercados de Previsão) são mercados especulativos criados com o propósito de fazer previsões para antecipar ou monitorar um provável evento futuro.

Enquanto a agregação de informações é um subproduto do Mercado Financeiro ou de Mercados de Apostas, um Mercado Preditivo diferencia-se desses outros tipos de mercado justamente por ser desenvolvido e operacionalizado com o propósito maior de agregar informações dispersas. Os preços dos contratos negociados neste tipo de mercado podem ser interpretados como previsões da probabilidade de um determinado evento ocorrer, ou ainda, como o valor esperado para um parâmetro de interesse. 

Por exemplo, um contrato em um Mercado de Previsões pode pagar R$ 1,00 se um determinado candidato for eleito, de tal forma que um indivíduo que acredita que esse candidato tem 70% de chance de ser eleito, estará disposto a pagar até R$ 0,70 por esse contrato. As pessoas que compram na baixa e vendem na alta são recompensadas por melhorar a previsão do mercado, e o oposto ocorre com aqueles que compram na alta e vendem na baixa.

As evidências até agora sugerem que os Mercados Preditivos apresentam pelo menos o mesmo nível de precisão de outras técnicas utilizadas para prever os mesmos eventos com um grupo semelhante de participantes.

Este tipo de mercado é mais conhecido por seu uso em previsões eleitorais. Porém, há uma infinidade de aplicações desta ferramenta. Uma empresa pode, por exemplo, criar um mercado preditivo privado para agregar informações dispersas entre seus colaboradores e gerar previsões sobre eventos futuros relevantes para a organização. Os resultados gerados pelo mercado podem auxiliar a tomada de decisões táticas ou estratégicas.